fechar
Comentar
Publicado por Emmanuel Ramos de Castro

A (In)Justiça Cega

[caption id="attachment_3276" align="aligncenter" width="400" caption="Criança Morta - obra de Portinari (1944) - retrata a miséria, a seca e a morte no sertão."]

[/caption]


Era apenas uma criança, entre tantas outras, com um pé na favela e outro na rua.


O barraco imundo onde vivia com o pai alcoólatra e outros irmãos igualmente pequenos fora construído à margem de um córrego mal cheiroso e infestado de ratos.


O que poderia ser pior para aquela criança? Permanecer naquele barraco ou se aventurar num cruzamento qualquer de trânsito e aproveitar o sinal fechado para pedir esmolas?


Aquele pobre menino chama atenção, especialmente, pela sua condição física: falta-lhe um olho.


Além da miséria absoluta que o destino lhe conferiu, falta-lhe um olho; assim como falta-lhe a mãe que cedo morrera.


Há informações de que a perda do seu globo ocular esquerdo fora provocada por uma batida policial na favela. Contudo, nem assim aquele menino transmitia agressividade. Era triste. Tinha uma expressão de total subserviência.


O tempo passara. A favela dali fora removida para dar lugar a uma larga avenida. E aquela criança, onde estaria? O tempo deu a resposta. Numa noite fria à porta de um prédio numa avenida barulhenta e mal iluminada, um volume indefinido chama atenção dos transeuntes.


Entre molambos fedorentos e caixas de papelões, dorme um menino cuja miséria não o deixara com corpo de homem.


Ainda é um menino e provavelmente de menino não passará.


Um menino sem mãe, sem pai, sem casa, sem escola, sem amigos, sem café da manhã, sem almoço, sem jantar, sem roupa lavada, sem escova de dente, sem identidade, sem perspectivas, sem um olho... Um menino bicho, hoje.


-Meu Deus, ?um bicho homem? amanhã?


_________________________________________________________________________


NOTA DO BLOG


O garoto nunca mais foi visto nas imediações da favela do Aeroporto de Congonhas. A Avenida, citada no texto é Av. Água Espraiada, atual Roberto Marinho.


_________________________________________________________________________


Brasil -  país rico é país sem pobreza


Leia também

10 comentários
Comentar
Anônimo

amém, até que os ThunderCats nos separem kkkkkkkkkkkk

Anônimo

verdade, figura de linguagem.

mas uma coisa é certa : eu sei quem você é !

________________________________________
COMENTÁRIO
Muito em breve, antes que o galo cante três vezes, todos saberão quem é o Robin, como diz você.
Depois, o dilema será para saber quem é o Batman.
E assim a batalha continua em Gotham City, sempre.
Um abraço,
Moderador

Anônimo

eu acho que com certeza o Moderador vende também e então se ele não põe notícia todo dia, então ele não tem muito tempo e tá "Vendendo Muito" mas se o Sr. reclama que ele não põe muita notícia é por que o Sr. tem muito tempo e não tá "Vendendo Muito" é isso ?

________________________________________________
COMENTÁRIO
Vou ministrar mais uma dose do xarope Expec (laboratório Legrand) e aplicar umas gotas de Rinosoro para aliviar as consequências de um insuportável resfriado do qual fui acometido.
Na sequência, postarei algo que certamente dirá respeito ao que foi questionado aqui nos últimos comentários do "Vendendo Muito" e do "Anônimo".
Até já!
Blog do Corretor


P.S.
A propósito, Anônimo, se você "acha", como pode ter "certeza"? Não é contraditória a sua conjectura?

Vendendo Muito

Faltou: e você todo dia nos dar noticias.

Vendendo Muito

Sr. Blog, são de uma excelente qualidade e de ótimo conteudo as suas materias, mas poderia seguir uma rotina, as vezes você coloca uma sobre a outra e como agora demora, o Blog tem que ser igual ao vendedor todo dia vender e você todo nos dar noticias.
Um ótimo fim de semana

Abs

Alberto

ai moderador, e vc ainda aprova os comentários desse cara? Tenha dó...

_________________________________________________
COMENTÁRIO
Prezado Alberto
Entendo a sua revolta, mas é importante que publiquemos tudo. Exceto ofenças, palavrões e acusações sem provas, como está no regulamento do Blog.
No mais... o leitor pode soltar o verbo, inclusive contra este moderador.
Eu tenho as "armas de Jorge" como canta o nosso Caetano.
Um abraço,
Moderador

Corretor

Linguiça passada e defumada.

Anonimatus Absolutus

Está cada vez mais claro a que veio o blog do corretor: alem de falar sobre o nosso mercado ainda nos brinda com literatura. Isso é literatura e nos faz pensar sobre o nosso egoismo, principalmente nos dias de hoje que as pessoas se esconde atraz de religião e não olha pra o próximo. Pelo visto essa historia aconteceu de verdade e tocou o coração de quem presenciou. Parabens ao autor a pessoa que viu e narrou de uma forma gostosa de se lê. E ainda por cima tem o quadro desse pintor famoso. Infelismente para uns corretores o que divia de ter aqui era somente fofoca e acusação ainda bem que o blog tem vida própria. Parabens...

___________________________________________________
COMENTÁRIO
Obrigado, Anonimatus Absolutus.
Parabéns por sensibilizar-se e por entender que a nossa função resvala as fronteiras do mercado e do balanço lucrativo das operadoras.
Atrevo-me a classificar o texto como literatura, sim, como bem lembrou você. Literatura poética, acrescento.
Lamentavelmente não são todos que compreendem e/ou que apreciam.
Um forte abraço,
Moderador

S.M.

isso não é encher linguiça.

isso é sair do escopo.

é ter sentimento e especialmente remorso.

isto não provém de um ser desprovido de emoção e muito menos de um ser que só enxerga além de seu nariz.

ainda que mil vezes não concorde com certas opções políticas do Moderador ou a posição do blog sobre certos assuntos, não é difícil perceber que no fundo ele é tão igual a mim, apenas com opiniões diferentes mas acima de tudo :

- é um ser humano !

se isso não lhe toca de forma alguma, algo se perdeu em sua existência e seu significado nesta vida é apenas uma mera questão estatística.

________________________________________________________
COMENTÁRIO
Obrigado, S.M.
Menos pela minha defesa, e mais, muito mais, por você ter entendido e sensibilizado-se com essa breve história que permeia o nosso cotidiano e que, lamentavelmente, passa, por muitos outros, despercebida.
Aceite meus cumprimentos.
Moderador

Anônimo

Isso é que é encher linguiça.

Carregar mais

Deixe seu comentário Você pode optar por ficar anônimo, usar um apelido ou se identificar. Participe! Seus comentários poderão ser importantes para outros participantes interessados no mesmo tema. Todos os comentários serão bem-vindos, mas reservamo-nos o direito de excluir eventuais mensagens com linguagem inadequada ou ofensiva, caluniosa, bem como conteúdo meramente comercial. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.