fechar
Comentar
Publicado por Emmanuel Ramos de Castro

De Frente Com Bueno


Reproduzimos abaixo o convite que a Amil derramou no mercado, e, numa estratégia de marketing inédita (pelo menos que eu saiba), promete a ínclita presença de Édson Bueno, o médico mais bem sucedido entre todos os médicos do Brasil.

E você, corretor, tem algo a perguntar para o Dr. Édson?

Ou, quem sabe, parabenizá-lo?

Pode começar por aqui, afinal o evento já é na próxima segunda-feira, (05).

O Blog do Corretor e sua equipe de "olheiros" estarão presentes fazendo o impossível para não deixar escapar nenhuma informação que seja importante para o mercado.

Au revoir, ça vá?


Leia também

51 comentários
Comentar
Alexandre Aguiar

Prezado Anônimo:

O que quero enfatizar é o seguinte:

Em vez se ficar falando mal da Amil, Melhor falar bem da unimed!

Acredito que + cedo ou + tarde a Amil vai voltar a nos comissionar como antes. O que você acha?

Boas vendas e um forte abraço.

Anônimo

Pô Aguiar, jogo duplo ?

alexandre aguiar santos
www.ituacuseguros.com.br

Prezado(a)s Corretore(a)s

Parem de falar mal do Grupo Amilpar.

Vamos concentrar nossas vendas na Unimed paulistana.

Bom produto,preço justo e comissiona o(a)s velhino(a)s.

Boas vendas e um forte abraço a todos!!!

Anitoniuk

Por qual rasão a Amil remunera tão mal os seus médicos?
È possível crescer honestamente neste segmento?

Anonimo

o saco cheio tava certo...no fim ganhamos um chocolate mesmo...rss

Mônica

Temos que reconhecer Edson Bueno é o cara! Até os corretores revoltados (devidamente) ficaram de boca aberta com o evento que a Amil fez. Parabéns!

Para os Abduzidos

e os corretores reagem igual aqueles bonecos com vários olhos do Toy Story....OOOOOOOHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH

Hipnotizados e abduzidos.

OOOOOOOHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH Edson Bueno, me de um autografo.
OOOOOOOHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH Edson Bueno, eu sou um dos maiores parceiros seus. E ele : "de onde ?"
OOOOOOOHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH massa adormedica, entorpecida.

Nem o ópio é tão eficaz.

Para os Abduzidos

Corretores não reclamem.

Eu tirei seus braços e suas pernas mas faço questão de carregá-los como heróis. Me doem sua vida e seu sangue por que eu sou o maioral, o grande Deus do marketing e da influência.

Deixei alguns lanches e bebidas em suas mesas, fiz questão de despreocupá-los de entender inglês e de tomar ônibus.

Corretor, não reclame, eu tenho o pf, o pme o adesao e de mim você não escapa. Eu te amo, te adoro mesmo, comprem o dvd do meu amigo que conheci na Califórnia e não esmoreça, persevere, que lá no fim do túnel tem uma raspadinha pra você.

Se não se importam agora preciso tomar meu jatinho, prometi passar em Miami na volta pra deixar meu amigo Nick.

Um abraço, o céu é meu lugar de brigadeiro.

CIDA

VALEU APENA, FOI D++++ A PALESTRA DO NICK, UM EXEMPLO DE VIDA, DE VITÓRIA !!!! PARABÉNS DR. EDSON E EQUIPE POR ESSE EVENTO MARAVILHOSO
E TÃO MARCANTE ! QUEM NÃO PODE COMPARECER PERDEUO MELHOR EVENTO DA
AMIL,HIPER MOTIVACIONAL!!!! MAS A OPORTUNIDADE ATRAVÉS DA INTERNET E OU DO LIVRO ( UMA VIDA SEM LIMITES ).

Anônimo

Blog vc teve que cantar para entrar???

.
RESPOSTA DO BLOG
Querido.
Você anda muito preocupado comigo!
Pode ficar tranquilo porque eu sou autosuficiente.
Procure olhar mais para você. Eu já estou encaminhado.
Boa sorte.
Blog do Corretor

Anônimo

Alguém foi ao evento? Uma aula de heroísmo, esforço, dedicação e luta! Parem de lamentar

Anônimo

kkkkkkkk

Mano Caetano

Bolg meu rei não se intimide caso você encontre o leão diga:
Gosto muito de te ver, leãozinho
Caminhando sob o sol
Gosto muito de você, leãozinho

Para desentristecer, leãozinho
O meu coração tão só
Basta eu encontrar você no caminho

Um filhote de leão raio da manhã;
Arrastando o meu olhar como um ímã...
O meu coração é o sol, pai de toda cor;
Quando ele lhe doura a pele ao léu...

Gosto de te ver ao sol, leãozinho
De te ver entrar no mar
Tua pele, tua luz, tua juba

Gosto de ficar ao sol, leãozinho
De molhar minha juba
De estar perto de você e entrar numa

Antonio Conselheiro

Caro representante do Blog do Corretor lhe aconselho a não ir ao evento da Amil hoje , pois em vez de vc vez o Tigre vai encontrar um Leão.
Sim um Leão de Chácara lhe esperando na porta.

.
RESPOSTA DO BLOG
Caro Conselheiro.
Não tem problema. Eu gosto de leões. Aliás, sou um contumaz defensor dos animais.
Veremo-nos por lá.
Um abraço,
Blog do Corretor

É hora de fazer acontecer!.

Todos veêm o que tu aparentas, poucos sentem aquilo que tu és, e esses poucos não se atrevem a contrariar a opinião dos muitos(...).

O Príncipe
Maquiavel

Anônimo

Todos vcs falam, falam, falam e falam....mas no dia, estarão todos presentes no evento BABANDO OVO pra AMIL...de que adianta ficar usando o blog, se vcs, na hora da verdade ficam com o rabinho no meio das pernas???
Tem que ir lá e protestar mesmo!!!
A AMIL, assim como qualquer outra operadora depende de nós pra sobreviver!!!

DONA JURA VENDEDORA.

Amanha vou nessa festa da Amil só para puxar o coro.
NÃO E BRINQUEDO NÃO , QUERO A MINHA COMISSÃO !

Ai lis

Reflexão, vc e bem espertinho e sabe o nome do cana brava, vou dar uma dica, ele e o cara que no ano passado fez promessas num event de premiação no Itália... Todos nos já sabíamos naquele momento da sua relação com a Amil, e ele pra desfarcar falava de Unimed o tempo todo, tolos fora os que acreditaram e pior, as televisões foram brindes da verei há ... Pescou?

Reflexo

silviA fale o nome do cana brava vai. ehehehe

Lamentável II

Triunfo a qualquer preço.
Sobre esse texto, que me deixou estarrecida, cheguei a seguinte conclusão: descobri o lado escuro da Amil!

Canibalismo selvagem

Sobre a matéria.
Pois é se ele fez isso com seus colegas de profissão os médicos, o que será que ele fará conosco hemmmm ?

Aivlis

Vou perguntar ao Doutor como é ser sócio de um bébado, quem está no mercado, vai saber co-relacionar. E se ele não se preocupa que numa bebedeira o cara fale demais e isso desbanque o império junto a ANS...

Eu Não Vou!!! E Voce???

Vou seguir o conselho do ABDUZIDOS.

Rodrigo Salles

Interessante a visão Sr. Sérgio especialmente quando se aproxima uma certa crise nos próximos 2 anos e existe um grande volume de empresários que buscam acima de tudo, a redução de custo.

Isso sem falar que coparticipação reduz sinistralidade, faltas frequentes e pode até viabilizar a contratação de outros opcionais como odonto, seguro de vida e etc...

Com certeza estarei atento e parabéns ao blog por incentivar esse tipo de discussão saudável que no fundo nos agrega possibilidades de negócio e visão de mercado.

Censura

De matéria real e verídica ?

Para Abduzidos

corretor que é corretor deveria boicotar esse evento.

e não vem com esse papo que a amil é tudo, que ficou rico com ela e o escambau.

o que está havendo é uma verticalização do poder no ramo da saúde e tudo que é verticalização, vira cartel, vira abuso de poder, seja médico, fornecedor, prestador, corretor.

e depois vem a pressão desta pra cima das concorrentes pra fazer o mesmo num esquema toma lá, dá cá.

se liguem nesses diretores e gestores comerciais do grupo amilpar, eles são bem pagos pra lavar suas mentes, ganham bônus gordinhos enquanto mentem que perderam comissão mas desfilam em possantes, andam de tablets e iphones e almoçam e convivem em locais onde não se encontrem com vendedores de planos de saúde.

eles não se misturam, só isso. acordem corretores, despertem do sono profundo, o princesa encantada é do mal.

Anônimo

DEVE SER ISSO QUE O PRESIDENTE, OS DIRETORES E GESTORES ACHAM DOS CORRETORES TAMBÉM.

Anônimo

LAMENTÁVEL - - - - - - - - - - - - -


FONTE : http://www.jb.com.br/sociedade-aberta/noticias/2011/08/26/triunfo-a-qualquer-preco/

26/08 às 22h20 - Atualizada em 26/08 às 22h21
Triunfo a qualquer preço
Jornal do BrasilThelman Madeira de Souza
Tamanho do Texto:+A-AImprimir
Publicidade

Em entrevista à revista Exame, o presidente da Amil, empresário Edson de Godoy Bueno, em linguagem desabrida e triunfalista, não escondeu os meios de que se valeu para enriquecer. Quando indagado sobre o segredo de ficar bilionário tão rápido, em síntese, respondeu: ?Para mim, foi uma experiência que me trouxe grande satisfação. Eu percebi que dispunha de mão de obra extremamente qualificada, mas extremamente barata: o médico. Eu soube explorar isso, e o resultado foi a Amil?.

Logo, para o presidente da Amil, os fins justificam os meios, numa espécie de ética enviesada, onde se permite utilizar o médico como mão de obra barata e disponível à sede de ganho dos empresários da saúde. Reconheça-se, contudo, a coerência do ricaço da saúde, ao lançar mão de métodos pouco ortodoxos, como, por exemplo, medicina por evidência, terceirização de serviços de alta complexidade, redirecionamento de pacientes e apologia da ortotanásia com o objetivo claro de cortar custos. Logo, às favas com os escrúpulos, pois o que interessa é o resultado grandioso, a gigante Amil, capaz de uma interferência indevida no cerne da atividade médica, diagnóstico e tratamento, afetando, por conseguinte, um contingente enorme de usuários deste plano de assistência médica privada, vítimas frequentes da sua ganância.

Infelizmente, o impacto desta declaração desastrosa não repercutiu como devia, isto é, não serviu para aglutinar e organizar os médicos numa posição de repúdio à exploração descarada e explícita, que dá ao presidente da Amil um lucro fácil e fabuloso. Os médicos, mais uma vez, perderam a oportunidade de virar a página da submissão, quando não se desligaram desta operadora que avilta o trabalho em seus consultórios, bem como os explora, enquanto empregadora, em seus seus hospitais próprios. Falou mais alto a falta de consciência política dos médicos, que, intimidados, preferem esmolar para se manterem credenciados. Com relação aos usuários, o comportamento da Amil não é diferente: prevalece a lógica do lucro escorchante, através de contratos draconianos que sequer são cumpridos.

Esse plano de saúde ganhou uma dimensão nacional, e, tal qual um polvo, lança seus tentáculos na direção dos três poderes da República, numa busca calculada de áreas de influência, que se dá com o crescimento da sua bancada no Congresso Nacional, com uma interferência descabida na Agência Nacional de Saúde Suplementar e com uma tentativa de aproximação do Judiciário, buscando abrandar os rigores da lei. Para a infelicidade de médicos e usuários essa arremetida parece exitosa.

O desrespeito aos médicos e aos contratos tem como consequência maior o sacrifício do doente. No caso da Amil, essa questão deve ser considerada, sob pena da conivência do poder público com ações que não primam pela benemerência, pelo contrário, se destinam a sugar materialmente os usuários do plano, acarretando-lhes sofrimento e decepção. O sentido de humanidade desaparece, como ideal civilizatório, e surge a falta de indulgência, típica do gangsterismo dos planos de saúde.

Tudo isso acontece sob os olhares omissos da Agência Nacional de Saúde Suplementar, que não fiscaliza, rigorosamente, os serviços prestados pela Amil, limitando-se apenas ao exame dos aspectos legais de seus contratos. Jamais questionou a desobediência da Amil em relação às normas emanadas do Ministério da Saúde, tampouco se comportou como mediadora do conflito entre médicos, usuários e esta operadora. Da mesma forma, nessa linha de imobilismo, encontramos os Conselhos Federal e Estaduais de Medicina, que, em momento algum, repudiaram a declaração acintosa do presidente da Amil com base no Código de Ética Médica. Essa passividade, diante de uma exploração confessada, envergonha os médicos e deixa antever que o infrator da ética médica, o médico Edson de Godoy Bueno, continuará impune.

Sem o apoio decisivo dos seus Conselhos Éticos, aos médicos mais corajosos cabe apenas denunciar aos usuários deste plano de saúde que não têm independência sobre procedimentos que a eles cabe decidir, do mesmo modo que são orientados a atender os pacientes, no menor tempo possível, o que contraria as normas da Organização Mundial de Saúde. Essas condições, impostas pela Amil, transformam o usuário em paciente de segunda categoria e o médico, em seu algoz. Na realidade, essa é a chave do sucesso do presidente da Amil: evitar a confluência do desejo de um bom atendimento médico com o interesse em atender da melhor maneira possível.

Thelman Madeira de Souza é médico

Sérgio Magalhães

Te digo uma coisa, co-participação é uma coisa que veio para ficar. O que precisa mudar é a mentalidade do corretor e do cliente PF , pois o corretor PME e PJ ( especialmente ) podem ter mais facilidade já que no mundo empresarial esta opção é conhecida.

Tanto é que a Unimed lançou o PME assim e a galera "a-do-rou". Você já viu ?

Acho que posso te ajudar dizendo assim, no caso da Medial : não venda o custo da co-participação. Venda o desconto na mensalidade, venda a rede em que o cliente não terá custo de co-participação.

Há clientes para todas as possibilidades e co-participação pode ser um bom filão a explorar. Hoje já existe cliente que não faz seguro auto e opta apenas por rastreador.

Ninguém acreditava no adesão antigamente e qual a realidade hoje ?

Fique atento, de repente alguém pode aproveitar esse nicho e com o discurso correto, nadar de braçada.

Estero ter ajudado, sergio.magalhaes@theocorretora.com.br .

Curioso

Eu queria é ver o grafico de vendas da medial dos ultimos meses, ele deve ter caido mais que a temperatura de hoje.
Alguem ai consegue vender isso.

São Judas

Expedito. vendedor protestar.... isso é uma causa impossivel que nem eu conseguiria resolver.

Saco Cheio de Hipocrisia

CHOCOLATE

Saco Cheio de Hipocrisia

PRÉVIA PALESTRA AMIL

??????????????????????
??????????????????????
??????????????????????
??????????????????????


???????????????????????????????????
??????????????????????????????????? ???????????????????????????????????

Maria das Dores

Esta foto que o blog postou é emblemática. Parabéns!!!!
Vou fazer a minha parte, vou prá festa de confraternização no dia 5 e se tiver oportunidade vou fazer a minha pergunta. Por enquanto, aproveito o blog do corretor para parabenizar o brilhante empresário. Isso é incontestável.

Santo Expedito

Com base nos meus conhecimentos, sobre causas urgentes e imposiveis, a solução que dou para os corretores é:
"Aproveitem o Evento com Faixas, Camisetas, Apitos e Bandeirolas se necessário for, e Protestem Muito!!!". Só assim voces serão ouvidos.

Marcus

E aí pastinhas vão encarar? se o microfone passar por mim eu tenho a minha pergunta: porque as comissões abaixou o valor?

Bonde do tigrão

Quer dançar , quer dançar o Trigrão vai te ensinar.
Ps: e estamos dançando direitinho.

Resposta Bomba:

Oque importa saber quem foi? Nada é feito sem o aval do Dono.

Anônimo

Da Lua meu filho, kkkkkkkk
Vc quer infartar esse povo?
Vc esta dando uma de Raquel.

Tonho da Lua

Eu não perguntaria daria um conselho ao Dotor o senho divia é diminuir o mensalão pago as corretoras para bancar alugueis de salas e coisas mais, o senho também deveria renovar a gestão aqui de São Paulo, esse pessoal já esta com a vida ganha por isso não fazem questãode incentivar as vendas. só tem raspadinha, Argentina e navios. abro mão de tudo isso por uma remuneração melhor.
Um beijo pra Rutinha.

Dudu

Pois é em vez de diminuir a comissão ela poderia manter os valores diluindo em varias parcelas, assim nós continuariamos ganhando junto com a Amil e as corretoras.

Caros amigos

Cumprimentá-lo eu não vou pois ele estará cercado por seguranças, e duvido muito que algum corretor (plebe) o faça.
Sobre livro (extinto), comissão (reduzida), plantão (lastimavel) isso eu não perguntaria.
A pergunta que eu faria é, Sr Bueno quando o corretor deixou de ser uma peça fundamental para que a Amil. Será que comprar carteiras de operadoras é mais rentável que investir na captação de novos clientes? Ou será que a Amil esta se preparando para ser auto-suficiente em vendas, já que ela mesma em seu site vende o produto sem a participação do corretor.

Leonel

Também vô cumprimentá-lo, ganhei muito dinheiro com a marca dele também.

Corretor de Sucesso

Vou dar o parabéns para ele pela sua competencia e vou agradecer pela oportunidade de ganhar muito dinheiro, vendendo sua marca!

Anônimo

Eita.....

BOMBA

Os verdadeiros arquitetos da baixa de nossa comissão foram os ilustres diretores da área comercial.

A Amilpar exigiu um corte no custo comercial e a diretoria de mesma não iria eliminar capmanhas, abrir mão de seus bônus, PLR´s e nem das viagens básicas a Las Vegas.

Então, como num passe de mágica, um brilhante ator e diretor, nos deu um abraço, fez seu show e a comissão caiu para o vendedor e a corretora.

Agora, numa segunda fase, as corretoras é que estão levando ferro com promessas não honradas pela Amil.

Perceba e acompanhe o boom da Unimed.

Perceba e acompanhe o crescimento da Golden Cross.

O barco da Amil começou a adernar.

Anônimo

Edson Bueno , alta autoridade do cenário da saúde e do mundo empresarial, faz uma palestra e recebe perguntas da platéia.

Um humilde corretor pergunta :

- Oi Dr. Edson, eu sou o BOB, tenho 3 perguntas. Primeiro, cade minha comissão, segundo, cade os orientadores, terceiro, o senhor ainda gosta de corretor ?

Edson Bueno, bilionário pré era eike batista, fica nervoso e agitado. Os seguranças miram olhares fulminantes no corretor BOB e de repente a luz cai.

Ao voltar 20 minutos depois e já recuperado, Edson se aproveita da confusão e pede outra pergunta. Então vem o corretor João :

- Oi Dr. Edson, eu sou o JOÃO, tenho 5 perguntas. Primeiro, cade minha comissão, segundo, cade os orientadores, terceiro, o senhor ainda gosta de corretor, quarto, por que a luz caiu, cinco, CADÊ O BOBBBBBBBBBB ?

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Corretor Susepado

Caramba! esses dois anônimos aí me entupiram de inforações e até mesmo pra o Moderador. vou deixar as brincadeiras pra lá e vou perguntar sério: dr. Bueno, porque o produto Medial não ficou melhor, depois que ela foi incorporada no Amilpar?

Anônimo

que porrada o coparticipação pme da unimed na medial en dr edson ?

vcs deve tah de cabelo em pé, os caras destríram no evento de hoje limitado aos 300 bam bam bam.

esse próximo tópico moderador poderia ser "os 300" na boa...sortearam dois carros, 7 viagens, 33 corretores ganharam viagens e os presentes ganharam um almoço e um brinde que possui múltipla opção de escolha/troca. tudo no jaraguá.

parabéns sandro, porrada neles !

Anônimo

Eu gostaria de perguntar, Sr. Edson, se o sr. tivesse duas ou três marcas idênticas ( custo / benefício / idoneidade ) pra vender a seu cliente mas uma delas pagasse 200%, outra 250% e outra 150% de comissão, qual honestamente o sr. venderia ?

É que eu preciso dessa resposta pra explicar pra alguns gestores e diretores paranóicos que aparecem na minha corretora, pq eu deveria vender a que paga mais, entende ?

É que faço isso inconscientemente e como esses gestores e diretores tem MBA até de neurolinguística, gostaria de dar uma explicação técnica do por que não vendo mais a marca deles.

O Sr. poderia me ajudar, como grande empresário que é ?

Corretor Susepado

Vou aproveitar e fazer uma pergunta para o dr Edson Bueno: é verdade que a amil está querendo comprar a golden cross e a Vale do rio doce?

Carregar mais

Deixe seu comentário Você pode optar por ficar anônimo, usar um apelido ou se identificar. Participe! Seus comentários poderão ser importantes para outros participantes interessados no mesmo tema. Todos os comentários serão bem-vindos, mas reservamo-nos o direito de excluir eventuais mensagens com linguagem inadequada ou ofensiva, caluniosa, bem como conteúdo meramente comercial. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.