fechar
Comentar
Publicado por Blog do Corretor

Empresa muda de plano e Amil é a escolhida para cuidar da saúde dos 8,5 mil funcionários

Empresa muda de plano e Amil é a escolhida para cuidar da saúde dos 8,5 mil funcionários


Tupy or not Tupy



Por Claudio Loetz



JOINVILLE (SC) - A Tupy vai mudar o prestador de serviços do plano de saúde de seus funcionários. A partir de abril, sai a Agemed e o grupo nacional Amil vai passar a atender aos mais de 8.500 trabalhadores da multinacional joinvilense e seus dependentes.



No total, é um negócio envolvendo 20 mil vidas. Os empregados foram oficialmente comunicados da decisão na sexta-feira, dia 1 de fevereiro. A empresa confirma a informação, mas não vai comentar o assunto neste momento.  



A Amil tem 6,1 milhões de beneficiários e 367 mil empresas clientes no país; além de 5.900 laboratórios e centros de diagnósticos credenciados. Atende em 26 Estados com mais de 20 mil consultórios e clínicas médicas credenciadas; com 1.800 hospitais credenciados e 14 unidades hospitalares. 


Leia também

8 comentários
Comentar
Para o Para o Raul Seixas....

Não falei que o mercado não tem maturidade....kkkkk
Quem não tem argumentos parte para a agressão, mais um atravessador que acredita que a ignorância e a mediocridade são virtudes.
Essa postura retrata a debilidade do setor, com certeza é mais um desesperado que sabe que está com os dias contados.
Mais um vendedor de produção, predador de si mesmo que não entende nada do mercado, esse não tem nem a capacidade de interpretar uma analogia, muito menos a capacidade de perceber as mudanças do setor, briga até com própria sombra e pior, volta para a casa comemorando a vitória...kkkkk.

Para o Para o Raul Seixas....

Não falei que o mercado não tem maturidade....kkkkk
Quem não tem argumentos parte para a agressão, mais um atravessador que acredita que a ignorância e a mediocridade são virtudes.
Essa postura retrata a debilidade do setor, com certeza é mais um desesperado que sabe que está com os dias contados.
Mais um vendedor de produção, predador de si mesmo que não entende nada do mercado, esse não tem nem a capacidade de interpretar uma analogia, muito menos a capacidade de perceber as mudanças do setor, briga até com própria sombra e pior, volta para a casa comemorando a vitória...kkkkk.

Ricardo

Com certeza não tem corretor intermediando, já vi contas muito inferiores serem roubadas pela operadora é o corretor ficar a ver navios. Nesse caso foi direto com certeza infelizmente!

PARA RAUL SEIXAS

Se existe corretor, que tudo indica que não, se fosse eu falaria assim para vocês: Vão para a PQP e corram atrás de vendas, e não de dinheiro caindo fácil de árvores e nem do céu. VÃO TRABALHAR VAGABUNDOS.
E você (MODERADO) , acha que é mole montar e administrar uma estrutura de PJTÃO (MODERADO), por que não fez uma (MODERADO) quando pôde, ou então monte uma agora e sem pratrocínio....(MODERADO).

Raul Seixas

Boa tarde!

Acho improvável que o corretor queira se expor, infelizmente este mercado não atingiu a maturidade necessária para administrar e absorver esse tipo de informação.
E por mais que ele queira compartilhar o case será como a fábula 'O Pulo do Gato'....kkkkkk

PARA NEIDE

E pastinha sabe vender PJOTÃO? E além do mais é muito difícil para fazer falcatruas..... KKKKKKKK.

Sergio Cardoso

Blog sugiro uma entrevista com o corretor dessa conta.
Poderia abordar os aspectos da prospecção e consultoria prestada. Esse case é motivador para que outras consultorias invistam em PJ.

Abraço

Resposta
BLOG DO CORRETOR

.
Prezado Sergio Cardoso.

A sugestão é pertinente. Um achado para quem fareja notícias.
Faremos uma sondagem.
Um abraço e muito obrigado.
Moderador

Neide

Aposto, que não tem a intermediação de corretor.

Carregar mais

Deixe seu comentário Você pode optar por ficar anônimo, usar um apelido ou se identificar. Participe! Seus comentários poderão ser importantes para outros participantes interessados no mesmo tema. Todos os comentários serão bem-vindos, mas reservamo-nos o direito de excluir eventuais mensagens com linguagem inadequada ou ofensiva, caluniosa, bem como conteúdo meramente comercial. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.