fechar
Comentar
Publicado por Blog do Corretor

Liderar a si mesmo para liderar os demais

Liderar a si mesmo para liderar os demais


Por Nelma Sá



Vemos por todos os lados treinamentos focados em liderança, quase sempre com um viés focado no mundo dos negócios. Faz sentido, principalmente quando lembramos que no jargão corporativo, "líder" é a palavra que vem cada vez mais sendo usada no lugar de "chefe".



Mas um indivíduo não lidera apenas uma equipe. O dia a dia, dentro e fora do trabalho, exige uma tomada rápida e constante de uma enormidade de decisões. Portanto, mais do que pensar no que está à nossa volta, precisamos pensar em nós mesmos. Em outras palavras: temos que ser líderes de nossa própria vida para guiá-la pelos caminhos que nos permitam conquistar nossos sonhos e projetos.



Ao nos fortalecer, aprimorarmos o autoconhecimento e embarcamos em uma jornada que leva de carona todos os outros em nosso redor. Tornamo-nos, assim, pessoas melhores e líderes capazes de inspirar, motivar e encorajar qualquer time a buscar grandes resultados.



Há aquelas pessoas que acreditam que não nasceram para ser líderes, mas isso não existe. Esse tipo de pensamento nada mais é do que uma representação dos próprios medos. Todos nós nascemos com potenciais de liderança, a única diferença é que alguns indivíduos precisam de um impulso para desenvolvê-los.



Hoje temos à nossa disposição instrumentos que mapeiam as nossas potencialidades e respectivos desafios (aspectos a desenvolver). Esse é o primeiro passo para o desenvolvimento da liderança. Em seguida, é fundamental que experienciemos esses potenciais, de forma que possamos refletir e compreender o nosso padrão de funcionamento, que está inconsciente em nós. Essa é inclusive a ideia por trás da Jornada de Autoliderança, um programa da Todos os Cantos de viagens para o Brasil e para o exterior durante as quais exercitamos o nosso autoconhecimento em meio a longas caminhadas marcadas pela reflexão, pelo silêncio, pela contemplação.



Outro aspecto importante de ser ressaltado é que cada indivíduo desenvolve o seu potencial dentro do próprio ritmo, inexistindo um prazo pré-determinado para o alcance dos objetivos. Os resultados, porém, são evidentes em todas as pessoas. Desenvolver a autoliderança significa ampliar a capacidade de concretização, aprender a desenvolver e a gerir os desafios, fazer escolhas conscientes e alinhadas com os princípios e valores. A partir daí, vamos nos tornando donos de nossas próprias vidas, conectados com a liberdade e responsabilidade pelas escolhas.



É um processo que também nos permite respeitar nossa própria singularidade e, consequentemente, respeitar o outro na sua diversidade. E ainda abre a oportunidade para sermos verdadeiros conosco, reconhecendo em nós mesmos o "lugar interior" a partir do qual tomamos nossas escolhas e decisões.



Não importa se com isso vamos nos tornar grandes CEOs ou pais e mães de família. Uma vez desenvolvida a autoliderança, somos capazes de ditar o caminho de nossas próprias vidas. Caminhar rumo à felicidade e paz interior é o grande prêmio.





Nelma Sá - é administradora de empresas, educadora, coach e vice-presidente da Unipaz São Paulo. A executiva já passou por esses desafios e hoje ajuda mulheres nessa transição.


Leia também

4 comentários
Comentar
PARA JOÃO VIDA DE CÃO

Sr., sinto muito pelo seu sofrimento ,mas é merecido. Um ser que fica só reclamando, submetendo-se a trabalhar em condições subumanas e com requintes de exploração ( trabalho escravo) e não reage, não faz nada , realmente é um indolente e merece viver nestas condições para sempre. Não adianta vir com ameaças de não recolhimentos dos encargos, seu empregador e o mercado estão (CONTEÚDO MODERADO)para você seu IDIOTA.

João Vida de Cão

Eu hein,

Aqui no salão que eu trabalho o buraco é muito mais em baixo.
O coro come e chicote estrala.
Mas meu IR e meu FGTS ninguém recolhe.

Meu nome é João,levo uma vida de cão.

Abraço

Zé Kri Kri

Ser lider é também num deixar o outro me dominar.
Sô Kri Kri, ma num sô bobo

Francisco Vieira de Moura

Minha vida de corretor sempre me forçou a me dominar o que não deixa de ser uma liderança. Esse artigo me fez encontrar comigo mesmo. Muito legal!!!

Carregar mais

Deixe seu comentário Você pode optar por ficar anônimo, usar um apelido ou se identificar. Participe! Seus comentários poderão ser importantes para outros participantes interessados no mesmo tema. Todos os comentários serão bem-vindos, mas reservamo-nos o direito de excluir eventuais mensagens com linguagem inadequada ou ofensiva, caluniosa, bem como conteúdo meramente comercial. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.