fechar
Comentar
Publicado por Blog do Corretor

O 'S' é de Samuel, mas pode ser de Saúde

O 'S' é de Samuel, mas pode ser de Saúde


A imagem que ilustra este post poderia ser de um discurso proferido pela candidata Rosa Antunes a algum cargo eletivo. Mas não é! Pelo menos por enquanto. Quem circula pelos bastidores políticos do mercado de planos de saúde sabe do que estamos falando.

.

A ausência de um comunicado que trate da realização de grandes festas por parte das gigantes do mercado, por enquanto, estão sendo substituídos por uma série de eventos corporativos das Corretoras que, a despeito das notícias catastróficas da grande mídia, está vendendo muito bem, obrigado.

.

Tanto que, este ano, o Blog está se esforçando para não repetir o mico do ano passado, quando tivemos de "sacrificar" maravilhosas matérias de festas como foram as da Casa do Corretor,  Theo, As Sure,  BrazilHealth, Qualitek e Bom Planos. Este ano, o mico não se repetirá.

.

Mas, voltando ao “discurso” de Rosa”.

.

No último sábado (21), a Viacorp realizou a sua festa de confraternização para os seus colaboradores, no Espaço S, na Vila Mariana, São Paulo,  onde foi servido um almoço bem ao gosto dos corretores: uma farta feijoada, muito samba e sorteios de vários prêmios no final. Para o blogueiro, Rosa teve a delicadesa de reservar um bacalhau.

.

Em conversa com o Blog, Rosa Antunes demonstrou otimismo com o futuro do mercado. “A minha expectativa para 2016 é de oportunidade que surgirão para os profissionais mais preparados e antenados com o mercado”, disse. Rosa ainda aposta que o mercado conseguirá se unir para poder se fortalecer. Num recado velado aos companheiros, a diretora da Viacorp faz um mea culpa coletivo: “É tempo de reparar nossas falhas", apelou. "Entre os nossos planos para o Ano Novo está o de investir em novas parcerias. Alguns já estão em andamento, mas é segredo”, disse.

.

O Espaço S, que tem um estilo underground, apesar de não ser subterrâneo, comportou um número razoável de corretores que se sentem familiarizados com o estilo da Viacorp e que encontram no casal Samuel e Rosa, a afinidade necessária para manter a relação comercial.

.

Angelina Quirico Tramutola é um exemplo.

.

Aos 80 anos e vendendo literalmente saúde, a corretora Angelina é um exemplo dessa parceria que se consolida a cada ano.

.

O Blog do Corretor aprecia tudo o que está fora do senso comum. Angelina é um caso que merece destaque e por este motivo a convidamos para um bate papo, enquanto o som de uma banda, composta somente por mulheres, dificultava a nossa comunicação.

.

Blog do Corretor:


Estávamos conversando e a senhora havia me revelado que vendeu muito. Poderia nos falar sobre esse momento de venda aquecida, enquanto outras pessoas reclamam tanto?

.

Angelina Quirico Tramutola:

Vendi. Vendi muito. Eu tenho vários clientes da Unimed Paulistana, que me procuraram para saber o que eles poderiam fazer. Eu aconselhei eles (sic) que fossem na Unimed Fesp ou na Seguros Unimed, mas eles não quiseram. Preferiram resolver comigo. Então optaram pelo plano empresarial da Amil. Aí eu fechei seis planos de empresarial, (sic), fechei quatro Qualicorp e ainda vou fechar mais dois planos empresariais de clientes vindo da UP.

.

Blog do Corretor:

Então nesse final de ano a sua ceia vai ser uma beleza?

.

Angelina:

É porque eu tenho uma clientela muto grande, trabalho há mais de 30 anos no mercado e o telefone não parou de tocar o tempo todo... e quando aconteceu aquilo com a UP eles me procuraram porque não queriam ficar com aquilo que a UP estava oferecendo para eles.

.

Blog do Corretor:


E os seus clientes, com toda visibilidade que a mídia deu ao caso, poderia ter optado pela transferência direta, no entanto...

.

Angelina:

Me procuraram e eu orientei direitinho. Eles foram ainda lá mas não gostaram. O preço era lá em cima e eles preferiram o plano empresarial e o adesão que eu sugeri como alternativas.

.

Blog do Corretor


Qual a sua idade?

.

Angelina:


Eu estou com 80 anos.

.

Blog do Corretor:


Quando eu lhe entrevistei no Programa Segura Brasil, na ocasião da festa da Qualicorp com Roberto Carlos, a senhora estava com?

.

Angelina?


Eu estava com 75 e continuo trabalhando. Graças a Deus. Trabalho em casa e sou repasse da Rosa. Trabalho com ela há mais de 30 anos.

.

Blog do Corretor:


Parabéns e muito obrigado.

.



O corretor Marcel Rodrigues, 29 anos, ganhou notoriedade depois que seu nome tem sido pronunciado durante a realização de alguns sorteios. Marcel ganhou um HB20 da Qualicorp, foi sorteado com um prêmio no treinamento da AllCare no GNDI e como se não bastasse ainda foi premiado durante o sorteio da Viacorp.

.

Blog do Corretor:

Marcel, você está numa fase muito boa, não?

.

Marcel Rodrigues:

Tenho que agradecer porque a fase tá boa, né Manu (sic). Eu acho que quando você se empenha no trabalho, faz as coisas certas, o Universo manda para você o que você manda para Ele.

.

Blog do Corretor:

E você está no mercado há quanto tempo?

.

Marcel Rodrigues:

Eu estou desde 2012 no ramo, sou um dos jovens formados na Célebre, quero aproveitar e agradecer ao Marcelo, dono da Celebre, que deu todo apoio e suporte para mim, quando eu estava começando... entrei na Célebre em 2012, saí em 2013 e estou desde então com a Rosa.

.

Blog do Corretor:

A Célebre tem essa característica de incluir profissionais de vendas no mercado de planos de saúde, não é?

.

Marcel Rodrigues

A Célebre me formou e a Dona Rosa me lapidou. Eu estou indo bem nas vendas porque não reclamo, faço as coisas certas e eu acho que todo mundo que faz isso não tem problema de falta de dinheiro. Não reclamar da vida é fundamental na carreira de um vendedor.

.

Blog do Corretor:

Parabéns por pensar assim. Muito obrigado!





Veja as fotos da entrega dos prêmios clicando aqui, na Galeria de Fotos.



 


Leia também

13 comentários
Comentar
Dono de Corretora

Tem minha admiração. Parabéns Rosa e Samuel. Pessoas do Bem.

Grimpas

ai ai
adoro quando o blog falha
não por perseguição,
mas para que este ser que se acha acima das nuvens desça do pedestal

PIKOLOCO


Sr . Pito, não é 'Eu, em?' (sic). É 'Eu, hein ?'

Nelson Tramutola

Sr PITOCO, o 'cara' não explicou, coisissima nenhuma. O que ele passou, a respeito do emprego do SIC, foi uma desinformação. Em minha resposta eu deixo muito claro, a que se presta o emprego do SIC, que, aliás, segundo os manuais de redação atuais, o colocam praticamente em desuso, caso não seja para correções em público ou zombaria.

Claraboia de Caixadágua

Rosangela Frossard, Débora Pilatis, Nelson Tramutola... num parece caracteres de filmes americanos?

Pitoco

Gente, mas quanto mimimi por causa de um SIC!!! Eu, em?
Achei isso ótimo Emmanuel, pelo menos eu fiquei sabendo que diabos era isso que eu via nos teus escritos e não entendia. Pelamor!!! O cara já explicou e o povo ainda tá querendo sangue. Ô povo doido.

Rosangela Frossard

Em relação à sua resposta ao comentário do Nelson, de que não tinha intenção de corrigir a entrevistada e que isso seria uma grosseria de sua parte, pois foi exatamente essa impressão que você passou ao escrever dessa forma. Espero que mude o seu estilo e respeite as pessoas.

Débora Pilatis

Concordo que o destaque da primeira entrevista não necessitava menção do SIC, se é uma entrevista informal todos já sabemos que o vocabulário será informal , pode até não ter sido a intenção , mas soa perfeitamente como correção é totalmente indelicado

Neguinho

COMENTÁRIO REMOVIDO

Nelson Tramutola

Prezado Emmanuel,
Pude reparar que na entrevista feita com a Dna Angelina, o sr utiliza o adverbio 'SIC' para dois erros dela. Um de concordância e outro de regência verbal. Uma flagrante indelicadeza que poderia ter sido evitada por se tratar de uma entrevista com uma corretora de 80 anos de idade.
Oportunamente, pude notar que seu vernáculo não prima lá muito pela correção, para corrigir pessoas em público. Repare que, no quarto parágrafro, o sr mesmo dispara um 'delicadesa' com 'S'. Coloque um 'SIC' em seu proprio texto, afinal, ele também merece, não acha?!

Resposta
BLOG DO CORRETOR

.
Prezado Nelson.

O advérbio latino, SIC, usado internacionalmente no meio jornalístico, não tem o significado de corrigir, mas de indicar que o texto está escrito de forma literal; que o missivista optou por transcrever o que está ouvindo na gravação de uma entrevista concedida num ambiente descontraído. Não se trata, repito, de utilizá-lo como forma de corrigir a entrevistada. Seria uma grosseria de minha parte, e, acredite, isto iria de encontro aos meus conceitos.
Quanto ao "S" empregado no lugar do "Z", aí o amigo tem toda razão. Foi um erro crasso. Mas eu não estou livre deles. Este e outros tipos de erros não me agradam, mas é comum em textos que carecem de rapidez na publicação. Importantes sites não escapam desse flagelo.
O importante, vale ressaltar, é que o Blog possui um nível de leitores acima da média, como é o seu caso. Espero que o amigo continue nosso leitor e, como agora, alerte-nos para eventuais deslizes da nossa língua pátria.
P.S. Já corrigi o erro apontado.
Muito obrigado!
Um abraço,
Emmanuel

RSTUV


O que seria do S e da V sem a R.

R é tudo de bom, tem T pela vida e pelas pessoas. Se R tivesse asas...

E o U ? Bom, essa já é outra história.

Dona de Corretora

A Rosa e o Samuel são dois batalhadores e merecem sucesso. São meus concorrentes, estamos na estrada, amigos.

Curioso!

Este comentário foi removido pelo autor

Resposta
BLOG DO CORRETOR

Boa tarde, Curioso.

Não tenho nenhuma Corretora para onde são encaminhadas as eventuais indicações. Digo eventuais porque, apesar da altíssima relevância do Blog no Google, as indicações ainda não apresentam um número satisfatório.
Quando aparece, encaminho para um ou outro corretor da minha confiança e eles entregam a proposta na Corretora onde eles trabalham. Eu não tenho nenhuma participação nas negociações. Por vários motivos.
Mas acredito que, com o tempo, haverá um aumento dessas indicações. O que tenho observado nos e-mails desses interessados é a confiança que ele tem, por se tratar de um site que especializado em notícias do mercado.
Por outro lado, para tratar desse processo eu teria da saber quem é o leitor Curioso (risos).
Um abraço,
Emmanuel

Carregar mais

Deixe seu comentário Você pode optar por ficar anônimo, usar um apelido ou se identificar. Participe! Seus comentários poderão ser importantes para outros participantes interessados no mesmo tema. Todos os comentários serão bem-vindos, mas reservamo-nos o direito de excluir eventuais mensagens com linguagem inadequada ou ofensiva, caluniosa, bem como conteúdo meramente comercial. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.