fechar
Comentar
Publicado por Emmanuel Ramos de Castro

Uma compilação de abusos


Sorrindo, Dilma Rousseff revelou ao mundo a carranca vagínica da oposição



.



Por Fabio de Oliveira Ribeiro .



Em razão da multiplicação dos abusos jornalísticos, políticos, judiciários e parlamentares nesta semana resolvi hoje fazer algumas comparações. Aviso desde logo que elas serão todas abusivas.



Costa e Silva era alcoólatra e viciado em jogo, mas não usava tanta cocaína como Aécio Neves.



João Batista Figueiredo era valentão e tinha mais escrúpulos democráticos que Eduardo Cunha.



Instigado pelo embaixador dos EUA, Castelo Branco rasgou uma Constituição. Apesar disto, ele nunca cogitou entregar o nosso petróleo aos norte-americanos como José Serra.



Armando Falcão nunca tinha nada a declarar. Nada do que Eduardo Cardoso declare será levado a sério pelos seus subordinados na Polícia Federal.



Ibrahim Abi-Ackel caiu em desgraça em razão de ter sido acusado de traficar pedras preciosas. 450 quilos de cocaína num helicóptero do Perella e ele nem mesmo foi denunciado.



Emilio Garrastazu Médici governou com mão de ferro, seus esbirros quebraram ossos para o Brasil construir estatais. FHC governou mão de gato, privatizou as estatais a preço de banana, enriqueceu os amigos dele e quebrou o país três vezes.



O militar Jarbas Passarinho destruiu a educação universitária que o operário Lula procurou fortalecer.



Unidos no sadismo para fazer a democracia sangrar no Congresso Nacional, Aloysio Nunes (ex-terrorista de esquerda) e Jair Bolsonaro (terrorista de direita frustrado) evocam a imagem de Sérgio Fernando Paranhos Fleury. O delegado do terror colocou seus instintos sádicos a serviço de uma Ditadura Militar e seus duplos fazem isto em benefício próprio.



Os Comandantes das Forças Armadas rejeitaram publicamente dar o golpe de estado muito desejado por FHC, Aécio Neves, José Serra, Eduardo Cunha, Jair Bolsonaro e outros de calibre igual ou pior. Empresas de comunicação que apoiaram os ditadores e lucraram com a Ditadura atacam ferozmente Dilma Rousseff porque ela ousou derrotar democraticamente seu adversário. "Ela governa e se recusa a renunciar!" rosnam diariamente os jornalistas.



A dívida externa é História para os brasileiros nascidos na última década. A inflação galopante deixou de existir. Há universidade para ricos e pobres. O desemprego é moderado e tende a estabilizar ou reduzir. O crescimento econômico é esperado pelos empresários alemães, japoneses e chineses que investem no Brasil. O petróleo do Pré-Sal é uma poupança que começa a ser sacada do fundo do oceano pela Petrobrás. As reservas cambiais do Brasil são consideráveis. As Forças Armadas estão sendo modernizadas. O Brasil adquiriu um status que nunca teve na arena internacional. No seu melhor momento o país enlouquece, porque um punhado de birutas quer governar sem ter ganho a eleição.



Eu, que nasci em 1964, fui vítima da ditadura em 1967, cresci num país odiado dentro e fora de suas fronteiras, amadureci sendo torturado pela inflação e perseguido pelo desemprego, estou bem a vontade para dizer o que penso. Vou vivendo, observando e rindo desta nova loucura nacional. O sucesso e o fracasso são incapazes de afetar a alma do Brasil. Nosso país padece de um mal qualquer que se revela nas tragédias cotidianas e se esconde nos discursos judiciários. Nunca entendi o Brasil. Não o entendo agora e provavelmente vou morrer sem conseguir entendê-lo.



Entre o "ser em si" e o "ente do ser" (a imagem que dele é vista) há um abismo. O Brasil não é "ser para si", nem "ente do ser" de qualquer outro país. Vivemos num abismo e nossas vidas vão sendo desorganizadas de maneira abismática pela irracionalidade da oposição e da imprensa.



As meninas sofrem por causa da ausência do pênis que não tem, dizem os psicólogos. Os homens que citei não despertam inveja em ninguém. Alguns deles, contudo, invejam intensamente a mulher que, por seus próprios méritos, foi reeleita presidenta contra tudo e contra todos. Num país normal isto não faria sentido. No Brasil isto pode fornecer uma explicação pouco usual para a essência nacional.



O vazio abissal que se apoderou das existências dos políticos da oposição os faz sofrer pela ausência da vagina presidencial. Eles não querem copular com a presidenta e sim roubar a vagina dela. Homens vagínicos os tucanos são. E aqueles que se mostram mais machões são justamente os menos viris. Nesse contexto, conseguimos enfim começar a entender como e porque surgiram os famosos adesivos da presidenta se expondo à penetração das mangueiras de gasolina.


Leia também

7 comentários
Comentar
Anônimo

Manu, fiquei comocionada e lembrei de você.
Vejo que você tem razão na sua luta corajosa.

https://www.youtube.com/watch?v=5MJXs1GqTSQ

Piter

kkkkk... Sr. Blogueiro, uma coisa tenho que admitir..., o senhor é um militante fiel...kkkkk...

.
RESPOSTA
Fiel com as minhas convicções, fiel com os amigos, fiel com a palavra...
Fiel.

Piter

Fora Aécio, fora Dilma, fora Alckmin e fora Lula !!!, precisamos de um nome realmente novo, nem esquerda, nem direita !!!, um nome novo !!!

Concorda blogueiro ?

.
RESPOSTA
Concordo em partes, amigo Piter.
A Carta Magna de um País democrático não pode ser violada. Não podemos virar um Paraguai.
Tudo a seu tempo.
Seja quem for, apresente o seu projeto de oposição ao governo atual e, no momento certo, enfrente as urnas, a voz do povo.
Se ganhar, mesmo sem o meu voto, terá o meu apoio, seja quem for.
O que importa são os rumos do nosso País e o respeito às instituições.
Um abraço,
Moderaor

Olegario

Amigo, respeito a sua opinião, embora não concorde. Já vivi de tudo neste pais. De Ademar de Barros até Lula, passando pela inflação galopante do Sarney, mas nunca vi tanta prodridão como agora.

.
RESPOSTA
Também respeito sua opinião, amigo Olegário. Coisa rara nos dias de hoje(!)
Mas, acrescento: o amigo não via tanta podridão, porque ela estava abafada para que o mau cheiro não exalasse.
Agora, não!
Agora vemos e sentimos o mau cheiro. E isso é ótimo para a democracia.
O que não é bom ó o papel manipulador da imprensa, como sempre.
Um abraço,
Moderador

Anônimo

Achei o horrível, blogueiro. Nisso eu concordo com vc.

Dona de Corretora

Não tenho partido e não estou defendendo nenhum deles, mas o texto disse tudo que estou sentindo.

Fiquei ofendida com a agressão, a baixaria. É essa oposição que queremos?
Nem pensar.
Brasileiro é péssimo em história do Brasil e tem memória curta... Também pudera, com a desinformação que essa imprensa insiste em manter!

Mulher

Muito bom esse resgate histórico e as comparações com os dias de hoje. As matérias expondo a Presidenta já passaram dos limites!
Como mulher me sinto ofendida brutalmente! Queria saber se fosse homem o q fariam! Importante divulgar este texto Não só pela Dilma mas pela dignidade de todas as mulheres brasileiras! Valeu!!

Carregar mais

Deixe seu comentário Você pode optar por ficar anônimo, usar um apelido ou se identificar. Participe! Seus comentários poderão ser importantes para outros participantes interessados no mesmo tema. Todos os comentários serão bem-vindos, mas reservamo-nos o direito de excluir eventuais mensagens com linguagem inadequada ou ofensiva, caluniosa, bem como conteúdo meramente comercial. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.