fechar
Comentar
Publicado por Blog do Corretor

XP Investimentos promove o 3º Connections, com o objetivo de aproximar executivos de sucesso e discutir a economia do País

XP Investimentos promove o 3º Connections, com o objetivo de aproximar executivos de sucesso e discutir a economia do País



São Paulo - Na última terça-feira (24), a XP Investimentos promoveu o 3º XP Connections. O evento, durante o qual foi servido um coquetel, aconteceu no Auditório Faria Lima Square, no edifício onde está localizada a sede da XP, em São Paulo.



A 3ª edição do Connections, manteve o seu objetivo inicial: aproximar executivos e promover um ambiente para troca de experiências, discutir cases de sucesso e as perspectivas políticas e econômicas do País.

.

A abertura do evento ficou por conta do sócio da XP, Rafael Furlanetti, que aproveitou a oportunidade para narrar, de forma resumida, como surgiu, em Porto Alegre, há um pouco mais de uma década, a XP Investimentos, hoje, a maior Corretora independente do Brasil

.

Com 520 funcionários, investimentos em Miami e New York e um faturamento de R$ 630 milhões, a XP tem como missão oferecer educação, assessoria, e serviços financeiros para que seus clientes alcancem o sucesso no mercado de ações.

.

Prima distante das Corretoras de Planos de Saúde, a XP Investimentos está cada vez mais entrosada no mercado de seguros e de planos de saúde. O evento contou com as presenças de investidores, e executivos inclusive do nosso mercado de saúde como, Amauri Junqueira (CFO da It'Seg), Laureci Zeviani (diretor comercial da Ameplan, que estava acompanhado de seu presidente), entre outros.

.

Bem humorado, Furlanetti avisou que a primeira convidada iria falar de um assunto não muito agradável e por este motivo ele a escalara para abrir a sequência de palestras.

.

Foi uma decisão acertada do sócio e mestre de cerimônia.

.

Zeina Latif -  Doutora em economia pela USP e economista-chef da XP, Latif, assim como a maioria dos economistas do País, desenhou um cenário desolador para os próximos meses, ressaltou o quadro de incertezas no qual o País está mergulhado em função da crise política, e estabeleceu um paralelo com os países emergentes

.

Esforçando-se para não falar "economês", a professora exibiu gráficos e apontou o "descasamento" dos emergentes ("desacelerando") das economias avançadas ("ganhando fôlego"). "O Brasil tem uma economia muito fechada e tem parcerias fortes com países emergentes", ponderou. Zeina Latif disse ainda que "o Brasil é como aquele indivíduo, que não está lá muito bem de saúde e está mais vulnerável à doenças oportunistas", comparou.

.

Guilherme Paulus - O fundador da CVC e presidente do Conselho de Administração da empresa, foi o segundo palestrante da noite. Veio, como previu Furlanetti, para levantar o astral dos convidados. Não culpou ninguém pela crise, abusou do pronome pessoal na terceira pessoa, e, com humildade sugeriu: "Seja criativo, tire o "s" da palavra crise e trabalhe", disse. Guilherme exibiu no telão a primeira agência de turismo da CVC em Santo André e arrancou risos da plateia. Na fachada de um  velho sobrado, figurava a marca da CVC, entre outras marcas ainda mais famosas como: Transbrasil, Varig, Vasp e Cruzeiro. Hoje, todas falidas. A CVC, ao contrário, cresceu, foi vendida para um grupo estrangeiro e atualmente, na América Latina, é a única empresa de turismo com capital aberto. Atualmente, Guilherme Paulus é Presidente da GJP Participações, que controla a GJP Hotels & Resorts, é Membro do Conselho Nacional de Turismo e do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social. Empresário de espírito empreendedor, Guilherme Paulus, que deu início à sua carreira pedindo aos seus clientes "Comece Viajando Conosco [CVC] é, sem dúvida, uma das grandes referências na indústria de serviços no Brasil.

.

O círculo de palestras do 3° XP Connections, foi encerrado com um talk show durante o qual Alison Paese entrevistou João Pedro Paro Neto, presidente da MasterCard do Brasil, segunda maior companhia do mundo de cartões de crédito e débito. Antes, porém, Paro foi referência no setor bancário nacional à frente de grandes instituições como: Citibank, Itaú e Real.

.

Na saída, os convidados receberam um brinde. Levaram consigo o panorama complexo de nossa economia no momento, mas levaram também o exemplo de vencedores com os quais nós podemos e devemos nos inspirar.

.





Veja as fotos do evento aqui, na Galeria de Fotos


Leia também

4 comentários
Comentar
Atento

Zé kri kri, abre a cabeça seu idiota.

Zé Kri kri

Fico imaginando a tua agonia, blogueiro vendo uma economista tocando o pau na política econômica. kkkkkkkkkk

Proprietária

Uma matéria diferente que enche os olhos de quem lê. Valeu, Manuuu

De olho no futuro

Sensacional!!!!! Adorei a matéria. Esse dono da CVC é um cara brilhante. Parabéns.!!!!!!!!!

Carregar mais

Deixe seu comentário Você pode optar por ficar anônimo, usar um apelido ou se identificar. Participe! Seus comentários poderão ser importantes para outros participantes interessados no mesmo tema. Todos os comentários serão bem-vindos, mas reservamo-nos o direito de excluir eventuais mensagens com linguagem inadequada ou ofensiva, caluniosa, bem como conteúdo meramente comercial. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.