fechar
Comentar
Publicado por Emmanuel Ramos de Castro

Álcool ou Gasolina


Sempre às terças-feiras publicamos, na seção "Obrigado Doutor", um texto referente à saúde. Colaboração do doutor Leandro Romani de Oliveira - Gerente de Gestão de Risco - Grupo Geia.


Alcoolismo

Enf. Renata Bacalhau

O consumo de bebidas alcoólicas é um costume muito antigo e bem aceito pela sociedade, contudo, o álcool é considerado uma droga e tem atuação diretamente no sistema nervoso central, causando alterações no comportamento do indivíduo.

Logo após sua ingestão, o álcool causa uma sensação de euforia e desinibição que acaba estimulando o consumo, entretanto, depois de um período surgem efeitos como sono e falta de coordenação motora, que são fatores causadores de um número significativo de acidentes de trânsito. Quando consumido em excesso, pode causar intoxicação e inclusive levar ao estado de coma.

O indivíduo que consome bebidas alcoólicas com frequência e em grande quantidade, apresenta o risco de desenvolver dependência, conhecida neste caso como alcoolismo.

O alcoolismo é considerado uma doença e acomete 11,2% dos brasileiros que vivem nas 107 maiores cidades do país, segundo o Observatório Brasileiro de Informações sobre Drogas (OBID). Saber reconhecer os sinais de dependência de álcool pode ser fundamental no auxilio ao enfrentamento da doença, conheça-os:

? Desenvolvimento de tolerância a bebida alcoólica;

? Importância do álcool na vida da pessoa do indivíduo;

? Grande desejo de beber;

? Dificuldade de reconhecer o momento de parar de beber;

? Surgimento de sintomas desagradáveis quando esta sem beber (abstinência);

? Ingestão de bebida alcoólica para aliviar os sintomas de abstinência.

Quando consumido com freqüência e por um período prolongado, além de causar dependência, o álcool pode provocar doenças como cirrose hepática, gastrite, úlcera e danos cerebrais irreversíveis.

Muito além dos danos causados à saúde física, o alcoolismo está associado com freqüência a atos de violência praticados contra familiares, abandono do trabalho e do convívio social, acidentes de trânsito e envolvimento em brigas e crimes.

A diminuição da capacidade de julgamento potencializa a exposição a comportamentos de risco, como o uso de outras drogas ou a não utilização de preservativo durante a relação sexual, possibilitando a aquisição de outras doenças.

Existem diversas formas para se tratar o alcoolismo, entre elas esta o uso de medicamentos, psicoterapias e grupos de apoio, contudo, o indivíduo precisa reconhecer que necessita de ajuda e buscar um aconselhamento médico.

O envolvimento familiar é fundamental para proporcionar ao dependente de álcool o suporte que ele necessita para abandonar o vício.

Dê um passo para a liberdade, busque ajuda!

http://saudeebemestargeia.wordpress.com/conheca/alcoolismo/

______________________________________________________________________

Leia também

1 comentários
Comentar
Canabrava

eu num vô largar a marvada nunca.

Carregar mais

Deixe seu comentário Você pode optar por ficar anônimo, usar um apelido ou se identificar. Participe! Seus comentários poderão ser importantes para outros participantes interessados no mesmo tema. Todos os comentários serão bem-vindos, mas reservamo-nos o direito de excluir eventuais mensagens com linguagem inadequada ou ofensiva, caluniosa, bem como conteúdo meramente comercial. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.