fechar
Comentar
Publicado por Blog do Corretor

Como driblar as adversidades nas vendas

Como driblar as adversidades nas vendas


Por Givanildo Albuquerque



Quando você decide ser corretor de plano de saúde, assina um contrato invisível, onde você concorda em lidar com adversidades todos os dias. Terá que lidar com clientes irritados, pressão no trabalho, redução das vendas e até enfrentar crises financeiras.



É inevitável, as adversidades são uns dos ossos do ofício dos corretores. Por mais que façamos planos e usemos as melhores estratégias, em algum dia, os problemas batem à porta e você precisa lidar com cada um deles.



A boa notícia é que esse não é um problema irremediável. Existem algumas atitudes que você pode usar para driblar as objeções dos clientes e as adversidades do dia a dia. Separei algumas estratégias úteis que podem ajudar você.



Drible as objeções dos clientes



Na minha experiência com vendas, já lidei com várias objeções de clientes. Selecionei algumas estratégias que me ajudaram a driblar a situação e conseguir um “sim”. Confira quais são elas e se você lembrar de alguma boa resposta, deixe a sua opinião nos comentários!



Não quero contratar o plano agora, preciso de mais tempo para pensar



É uma objeção clássica! Para contornar esse argumento, vale a pena ser direto e perguntar: sobre o que o senhor precisa pensar? Esse é um gatilho que estimula o cliente a falar mais e é um bom momento para esclarecer dúvidas e até apresentar outras vantagens do serviço.



O plano de saúde é muito caro



Todo corretor já ouviu essa objeção pelo menos uma vez na carreira. Em situações assim, é interessante reforçar todas as vantagens que o plano de saúde pode oferecer para ele, a família ou colaboradores. Se isso não for o suficiente, a minha sugestão é focar no preço e mostrar que não é um serviço caro.



Uma dica é fazer uma simulação do quanto o plano de saúde custa por dia e mostrar que é um valor pequeno, se comparado com outras despesas do dia a dia. Acredite, isso reduz a resistência do cliente quanto ao preço.



Não quero, estou satisfeito com o meu plano atual



Para driblar essa objeção, você deve ter um bom conhecimento sobre os planos dos concorrentes. Isso porque, será preciso comparar o plano atual do cliente com o que você está oferecendo. Essa estratégia vai fazer com que os clientes percebam as vantagens de contratar o seu plano de saúde.



Avalie a situação



Tão importante quanto ter uma boa resposta para as objeções dos clientes é saber avaliar a situação. E isso não serve apenas no dia a dia do trabalho, mas também da vida. Diante de qualquer adversidade entenda a origem do problema e encontre caminhos para resolvê-los. Só com essa atitude, você evita tomar decisões com a “cabeça quente” e se arrepender depois.



Seja persistente



Seja na vida ou no trabalho, é normal que algumas coisas não saiam como planejamos. Ao invés de desistir na primeira dificuldade, pare um pouco, esfrie a cabeça e encontre uma saída para o problema. Apenas com a persistência você vai conseguir ter sucesso como corretor de plano de saúde, ou em qualquer outra área da vida.



E então, como você lida com as adversidades no trabalho? Comente abaixo quais são suas estratégias para driblar as objeções dos clientes e superar as adversidades que o trabalho como corretor oferece. E se as vendas são um problema para você agora, pode contar com a LeadMark!





Givanildo Albuquerque é empresário, fundador da LeadMark, empresa especializada em geração de leads de planos de saúde. Dedicado às atividades de marketing de mídia social e otimização de mecanismos de pesquisa, o empresário garante que pode ajudar corretores e plataformas a chegar no topo das pesquisas do Google. Givanildo é articulista do Blog do Corretor e escreve sempre às segundas-feiras.


Leia também

0 comentários
Comentar
Carregar mais

Deixe seu comentário Você pode optar por ficar anônimo, usar um apelido ou se identificar. Participe! Seus comentários poderão ser importantes para outros participantes interessados no mesmo tema. Todos os comentários serão bem-vindos, mas reservamo-nos o direito de excluir eventuais mensagens com linguagem inadequada ou ofensiva, caluniosa, bem como conteúdo meramente comercial. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.