fechar
Comentar
Publicado por Emmanuel Ramos de Castro

Em seu primeiro evento do ano, Ameplan lança nova campanha de incentivo às vendas




Na mira das classes C e D. .



São Paulo - Ao som de música ao vivo, sorteio de brindes e muito otimismo, a Ameplan, na última quarta-feira (21), promoveu um jantar dançante no Restaurante Bovinus, da Av. Paulista, para lançar a campanha de incentivo às vendas e assim dar continuidade ao crescimento no faturamento e no número de vidas. Segundo Laureci Zeviani, diretor comercial, a operadora, com foco nas cobiçadas classes C e D, no ano de 2014, mesmo com Copa do Mundo, eleições e muita notícia negativa na mídia, a Ameplan registrou um crescimento médio de 16% no PF (Pessoa Física) e 30% no PJ (Pessoa Jurídica).



O evento, que teve a organização e supervisão de Soraya Garson, estava previsto para receber 400 convidados, mas o número chegou a quase 450 pessoas que lotaram o Restaurante, fazendo do evento um sucesso de público, além dos números apresentados.



Foi, sem dúvida, um bom começo para o mercado que há dois anos sofre com as incertezas e com as recorrentes notícias negativas da grande mídia que, por motivos políticos, insiste em ver o "copo meio vazio".



Para muitos, e é o caso da Ameplan, o copo está meio cheio. Curioso, o Blog quis conferir.



Formado em Economia, com MBA em Gestão de Negócios, Laureci Zeviani, 51, concedeu a seguinte entrevista ao Blog do Corretor:





Laureci Zeviani (diretor Comercial)


 



Blog do Corretor:

Qual o objetivo deste evento, especificamente?



Laureci Zeviani:

É um objetivo 100% voltado para a meta de venda que nós temos. Que não é só uma meta de volumetria em 2015.  Você viu lá no gráfico que a gente mostrou aqui, hoje, pra gente, pra a Ameplan vender, não tem sido um grande desafio. Mas a gente tem uma questão atuarial, que envolve a venda e que a gente precisa preservar, porque pra uma boa gestão de uma operadora de plano de saúde, ou para uma seguradora, você precisa ter um equilíbrio de carteira de contratações corporativas e de contratações individuais. Então, na verdade o grande propósito aqui é vender e o número que a gente quer chegar em 2015 são as 100 mil vidas e preferencialmente chegando no equilíbrio de 70% advindos de contratações corporativas e 30% advindas de contratações individuais. Este é o grande objetivo.



Blog do Corretor:

Nesse gráfico apresentado no palco, é possível constatar que o maior crescimento foi do PF,  justamente o produto que hoje é preterido pelo mercado [referia-me ao crescimento de 32% em vidas do PF contra 7% do PJ]. Como explicar esse fenômeno?



Laureci Zeviani:

Então, na verdade as coisas estão inter relacionadas. A gente cresceu até mais aí exatamente porque é um produto preterido pelo mercado. Mas nós não temos ainda uma carteira muito grande do PF. Então, quando você fala numa carteira que tem 30 mil vidas, crescer 10%, você está falando de três mil vidas. Agora você fala: Tá, quero crescer 10% em cima da carteira do corporativo, que são 60 mil vidas. Aí você já está falando de seis mil vidas. E hoje é uma segmentação de negócio extremamente competitivo, extremamente concorrida. Inclusive essas operadoras que deixaram de comercializar planos individuais, o chamado Pessoa Física, elas colocaram mais energia exatamente em contratações corporativas, tipo PME - Pequenas e Médias Empresas. Então a gente sabe que este é um risco que nós corremos hoje, mas ele continua sendo um negócio muito interessante para a Ameplan. Em função dessa parceria que você está vendo, a gente não tem recebido aquelas propostas que a gente fica com medo, porque o corretor tem feito muito bem o papel dele. Ele tem orientado bem, tem feito uma venda justa, honesta... e isso ajuda muito a gente nos planejamentos assistenciais.



Blog do Corretor:

E com relação a essas parcerias que foram mencionadas, Corpore, Dentalpar e Divicom, isso vem fortalecer ainda mais a Ameplan?



Laureci Zeviani:

Com certeza(!) Na verdade, esses parceiros já são parceiros na semântica da palavra. Não é aquela pieguice de falar: "Ah, é um parceiro, é um parceiro" e é alguém que apenas tem um relacionamento comercial.  Eles são parceiros já há quase cinco anos e são empresas sólidas, sérias, que têm objetivos bastantes semelhantes ao da Ameplan. A Dentalpar hoje é uma operadora que, só da Ameplan, ela tem 18 mil vidas. Só de Ameplan. Por quê? Porque a gente trabalha de forma muito sintonizada. Existe uma sinergia muito boa entre a Ameplan e a Dentalpar, como vai existir com a Corpore e já existia também com a Divicom. Então, assim, são parceiras que tratam muito bem uma segmentação de negócios que são os grupos de afinidades.



Blog do Corretor:

E todos os produtos, tanto PF quanto PJ, já vêm com o odontológico?



Laureci Zeviani:

Agora sim. Foi isso que foi anunciado agora pelo Marcelo Belber [referência ao Marcelo Belber, gerente comercial que apresentou o evento]. Este ano sim. Agora nós podemos dizer que o produto Plano Odontológico, os cuidados com a saúde da boca das pessoas, fazem parte de todas preocupações de todos produtos da Ameplan. Então, o Plano Odontológico hoje está no corporativo, está no PF e está agora nos projetos do adesão.



Blog do Corretor:

Para encerrar eu gostaria que você mandasse uma mensagem para o mercado. Para os seus colaboradores, parceiros e para os corretores em particular.



Laureci Zeviani:

Bom para o mercado como um todo eu diria que nós, iniciativa privada, temos que continuar fazendo o que nós sempre fizemos: acreditando, construindo, agregando, gerando emprego e não deixar a peteca cair nas propagandas que nos desmotivam. É muita notícia de crise, de problema, de falta de infra estrutura, de problema de gestão governamental, nós não temos que nos deixar contaminar por isso. Nós temos que continuar acreditando na capacidade que o gestor brasileiro tem e continuar olhando pra frente. Nem para os lados e nem para traz. Para frente(!) E essa mensagem ela vale também para o corretor. Mas para o corretor eu  já deixo muito mais um agradecimento, porque ele já tem feito isso.  2014 era para ser um ano de crise. Eu digo que os profetas do Apocalipse diziam que 2014 seria um ano facultativo, que nós ficaríamos estagnados. E os nossos corretores, pelo menos na Ameplan, eles acreditaram e nos representaram, e nos deram o crescimento que a gente mostrou agora, que é um crescimento médio de 16%. Eu vejo poucos segmentos da economia hoje que tenha tido (sic) um crescimento de 16%. Um dos crescimentos que mais cresceu (sic) no Brasil, em 2014, foi o segmento de beleza, que cresceu 9,5%. E eles estão comemorando feito loucos, esse crescimento. Então nós temos motivos pra comemorar, claro, e para agradecer aos corretores que estão aqui hoje. Porque eles fizeram isso pela minha companhia, pela Ameplan.



Blog do Corretor:

E saúde também é beleza, não é?



Laureci Zeviani:

É verdade, saúde também faz parte da beleza. Principalmente a da boca que todo mundo vê.  Por isso que a gente tem essa preocupação de colocar o plano odontológico também como um dos cuidados que o nosso público, que é eminentemente C e D, a grande maioria é C e D, a gente leva esse plano que é um plano justo, honesto, pra que eles tenham acesso a esses cuidados também com a beleza da boca.



Blog do Corretor:

Eu ia encerrar com essa pergunta, mas agora encerro com mais uma. Você citou as classes C e D, justamente um nicho de mercado que as empresas, que só trabalhavam com as classes A e B, agora estão mirando, que é essa em que vocês já atuam há algum tempo, não é?



Laureci Zeviani:

Verdade. Aliás, muito oportuna a sua pergunta. Eu gosto muito de avaliar esse cenário e eu falo pra você que não é pra quem quer. É pra quem sabe fazer. Eu vejo hoje algumas multinacionais chegando e através de algumas operadoras que eram renomadas, e lógico que eles vislumbram esse exército que nós temos hoje de pessoas das classes C e D e eles não acreditam de como (sic) as operadoras que eles adquiriram não têm sucesso nessa segmentação. Mas eu lhe digo uma coisa, meu amigo: não é nada fácil fazer gestão pra esse público. E principalmente, pra você não ficar frequentando lista de suspensões de comercializações da Agência Nacional [ANS]. Você se propor a atender esse público, fazer uma entrega justa e ter a sua rentabilidade. Nós já fazemos isso há algum tempo. E eu não deixo de enaltecer a gestão profissional da Ameplan, que é um modelo de governança corporativo implantado pelo Silva, que é o nosso diretor geral. A ele eu dou o crédito de ter gerado essa criança e aí os demais gestores da companhia "compraram" isso e nós hoje estamos fazendo melhor ainda o que fazíamos há dois, três, quatro anos atrás (sic), quando você fala em fazer a entrega.  Cobrar um preço que cabe no bolso dessa classe e fazer uma entrega, segundo exige a Lei 9.656.



Blgo do Corretor.

Muito obrigado e parabéns.





 


Marcelo Belber (gerente comercial) apresenta a Garotinha Propaganda da Ameplan - Alyssa Mou

 




 


Daniela Moussali e Alyssa Mou (mãe e filha) e Soraia Garson (marketing Ameplan)

 




 


Dirceu Canal (Corpore) abraça corretoras da DJ Atlantis sorteadas durante o evento

 




 


Laureci Zeviani com Rosa Antunes à mesa com os feras da Viacorp

 




 


A equipe Comercial da Divicom

 




 


Rodrigo Ikeda (DJ Atlantis/Osasco) compareceu com sua equipe comercial campeã

 




 


Caracterizado de comandante do navio que levara os corretores por um Cruzeiro marítimo, Marcelo Belber apresenta campeões Ameplan










 


Laureci Zeviani cumprimenta a mesa onde está o presidente da Acoplan, Ariovaldo Marques



 




 


Luisvaldo (Corpore) e Lucélia Oliveira (DJ Atlantis)

 




 


Luisvaldo posa para o Blog do Corretor ao lado de Rosa Antunes da Viacorp

 




 


Antônio Lopes, Edson Rodrigues e Carlos Alberto (Viacorp) entre beldades da Ameplan

 




 


Após o regabofe, uma farta mesa de doces foi servida. A frequência à mesa foi predominantemente por corretoras em fase de regime








 


Marcelo Belber (gerente comercial) e um dos "comandantes" do navio que partirá em breve




 




 


Segura o tchan

Leia também

6 comentários
Comentar
Dirce Nunes

Fiquei sabendo que um grande vendedor do mercado, agora é diretor na Qualitecs e está montando equipe de vendas com a super supervisora
. Parabens, que Deus lhe ajude e que cada vez mais venda Ameplan e Royal.
É a sua cara e seu perfil, afinal, a gente sabe de onde você saiu e foi criado, nesta bela vida de glórias e fortunas.

Para Bruxinha do Mal

Olá Sra. Bruxinha do Mal, ou seria Sra. Bruxinha intrigueira...rs...

Olhe ai como esta o tal nível de reclamação que a Sra. disse...

http://www.ans.gov.br/planos-de-saude-e-operadoras/informacoes-e-avaliacoes-de-operadoras/consultar-dados

Agora olha a da sua operadora...rs...quer que eu coloque aqui ?

Bruxinha Mentirosa...kkkk

Para Sr. Anônimo

Nossa senhor L. vc deve ficar muito chateado de ninguém comentar sobre seu produto não é ?

Bruxinha do mal

kkk
que vergonha encontrar tanta gente nesse tipo de evento
Tirando a famosa dupla, mãe e filha, não tem nada que presta aí
Saiam já correndinho, isso é arapuca
Vejam o ranking de reclamações da ANS.

Blogg, também estamos com a informação de que a digníssima anda atrasando comissões e repasses e um duende me contou que a coisa tá mais preta do que parece... confira

Anônimo

Sr. Vendedor,

É muito feio isto que o Sr. esta fazendo, o senhor deve ser um (mal), membro da equipe da Unimed Paulistano ( o que não representa a maioria ), deixe o brilho desta matéria para a empresa em questão... é feio isto !

vendedor

Caros colegas do Blog , sei que o assunto que vou puxar não tem referência ao post , porém creio que seja de interesse de alguns.
Gostaria de saber como vcs estão conseguindo vender a nova categoria de plano padrão da unimed paulistana.
Tendo em vista que não temos um folder ou um local de consulta da rede credenciada deste produto , que já está na prateleira desde dezembro de 2014.
Será que a unimed paulistana ainda não arrumou tempo para criar uma rede ?
Quando vc liga para o canal corretor algumas atendentes dizem que o padrão e equivalente ao antigo bronze , outras dizem que a rede é diferente, em quem devemos confiar?

Carregar mais

Deixe seu comentário Você pode optar por ficar anônimo, usar um apelido ou se identificar. Participe! Seus comentários poderão ser importantes para outros participantes interessados no mesmo tema. Todos os comentários serão bem-vindos, mas reservamo-nos o direito de excluir eventuais mensagens com linguagem inadequada ou ofensiva, caluniosa, bem como conteúdo meramente comercial. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.