O que estaria por trás da renúncia de Irlau Machado Filho do cargo de co-CEO do Grupo Hapvida

Emmanuel Ramos de Castro

Emmanuel Ramos de Castro

Recentemente, o mercado foi surpreendido com a dança das cadeiras na NotreDame Intermédica, operadora que integra o Grupo Hapvida.

De acordo com matéria publicada na revista Exame, no início da semana passada, Irlau Machado Filho teria limpado as gavetas da mesa a partir da qual respondia pela função de co-CEO e membro do Conselho de Administração.

Até aí, tudo bem.

Não fosse o que parece estar por trás da “machadada” de Irlau. A Bolsa reagiu, oscilando o valor das ações da Hapvida, enquanto o canal de vendas tentou interpretar o significado da renúncia do parceiro de Nilo Carvalho com quem formou uma dupla imbatível.

Foi a sintonia fina entre essa dupla – Irlau Machado (CEO) e Nilo Carvalho (vice-presidente comercial) -, a responsável pelo sucesso da Intermédica “arrancada” a fórceps das mãos de Paulo Sérgio Barbante.

Por trás da renúncia de Irlau Machado, segundo relatos de bastidores, estaria o fato de o posto mais alto da diretoria da Hapvida ser ocupado unicamente por Jorge Pinheiro.

Irlau [Machado], todo poderoso no Grupo que formou (GNDI), estaria se sentindo uma espécie de vice do vice do vice.

O Canal de Vendas, que não dorme no ponto, tratou logo de especular insinuando que Irlau Machado iria ser a peça fundamental para dar uma chacoalhada na Amil; assim como fez com a Intermédica de Barbante.

Para tanto, dizem as vozes roucas do mercado, ele precisaria daquele com quem formou uma das duplas de maior sucesso no mercado de planos de saúde.

A especulação da rádio corretor vai ao encontro do que o Blog apurou com valiosas fontes: “Ano que vem a Amil vem com tudo”.

Vamos aguardar o desenrolar desse pergaminho.

ATUALIZADO ÀS 15H31M, EM 28/11/22

Compartilhar:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email

Deixe um comentário

Você pode optar por ficar anônimo, usar um apelido ou se identificar. Participe! Seus comentários poderão ser importantes para outros participantes interessados no mesmo tema. Todos os comentários serão bem-vindos, mas reservamo-nos o direito de excluir eventuais mensagens com linguagem inadequada ou ofensiva, caluniosa, bem como conteúdo meramente comercial. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.

5 comentários em “O que estaria por trás da renúncia de Irlau Machado Filho do cargo de co-CEO do Grupo Hapvida”

  1. De olho no futuro

    Seria uma revolução e tanto, na Amil. A Intermédica se resume no antes e depois do Irlau. Com o Nilo Coelho então… O mercado ia sentir o impacto. Vem pra Amil, Irlau. E trás o Nilo junto. rsrsrs

  2. Filósofo da Internet

    É admirável o crescimento da Hapvida, mas é preciso muita humidade de seus gestores pq a “vida é um moinho”. É bom que essa galera se lembre bem disso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

JORNALISTA

Emmanuel Ramos de Castro
Amante da literatura, poesia, arte, música, filosofia, política, mitologia, filologia, astronomia e espiritualidade.

Categorias

Fale com o Blog!